Como escolher uma Garrafeira

Saiba como encontrar o equipamento ideal para si.

 

Pode não considerar como sendo um equipamento prioritário para sua casa mas todos merecemos momentos de lazer e nada melhor que um bom vinho fresco num dia de sol. Para isso existem algumas características que tem de ter em atenção na hora de comprar uma garrafeira.

 

Tamanho e capacidade:

Para definir qual o melhor modelo para si é importante ter em atenção a sua coleção de vinhos pois nem todas as garrafas são iguais e isso vai definir qual o espaço e tamanho ideal que precisa. Tanto existem equipamentos para apenas 4 garrafas (tamanho pequeno) como para 100 (tamanho semelhante a um frigorifico), é necessário ter isso em conta.

 

Temperatura:

É igualmente importante perceber o tipo de temperatura que o equipamento suporta de forma a manter a qualidade do vinho. As garrafeiras com apenas uma temperatura são aconselhadas para o armazenamento a longo prazo de um determinado tipo de vinho devido às temperaturas constantes do aparelho. Idealmente o vinho deve ser conservado a 12°C e com humidade relativa entre os 55-75% para uma maturação apropriada e isso torna estas garrafeiras perfeitas para colecionadores. O equipamento tendo duas temperaturas são ideais para quem aprecia mais do que dois tipos de vinho. Com uma garrafeira pode acomodar vinho tinto e vinho branco, mantendo-os nas condições certas.

Curiosidade: A temperatura ideal para servir um vinho branco situa-se entre os 7 e os 10 °C, enquanto que o vinho tinto é servido nas condições certas quando está entre os 10 e os 18°C.

O champanhe deve ser servido frio com uma temperatura entre os 6 e os 11°C e o vinho rosé entre os 7 e os 13°C.

 

Vidro da Porta:

A grande maioria das garrafeiras tem uma porta de vidro de forma a poder mostrar o seu vinho aos seus convidados. Apesar da porta de vidro, é importante proteger o seu vinho dos raios UV. Escolher uma porta de vidro resistente a raios UV protege o vinho do impacto da luz, o que deve ser considerado como uma característica a ter em conta na hora de escolher o equipamento ideal para si.

No caso de não querer optar por uma garrafeira sem porta de vidro, escolha um modelo que disponha de uma porta mais sólida de forma a prevenir a insulação.

 

 

 

Humidade:

A humidade é uma característica muito importante porque não sendo a certa pode estragar o vinho. O armazenamento muito seco seca a cortiça da rolha enquanto que demasiada humidade leva à criação de bolor. Por isso é sempre necessário verificar qual o nível de humidade presente no equipamento de forma a não estragar as garrafas. Muitas das garrafeiras oferecem a possibilidade de regular a humidade e a ventilação. Outros modelos já permitem a utilização de filtros e de refrigeração ventilada de forma a recuperar a temperatura interior mais rapidamente e diminuir a possibilidade de maus odores.

 

Vibração:

Para uma boa preservação do vinho é essencial mantê-lo quieto enquanto vai envelhecendo.

A vibração afeta o tanino que define o sabor, a cor e o corpo do vinho devido à libertação de sedimentos na garrafa. Assim sendo a vibração excessiva e o movimento podem estragar o vinho, por isso deve considerar adquirir uma garrafeira que tenha sistema anti vibrações incorporado.

 

 

Já se sente apto para comprar uma garrafeira?

Conheça a nossa gama de produtos.

Para mais informação consulte-nos em: apoioaocliente@bizclick.pt

Como escolher um fogão

Saiba como encontrar o equipamento ideal para si.

 

É necessário ter em conta alguns fatores importantes quando se trata de escolher um fogão. Uma escolha adequada a si e à sua família pode ter resultados bastante positivos, tanto a nível de poupança de energia mas também do aumento de qualidade do tempo que passa na sua cozinha.

 

Tipo de Fogão:

Existem, essencialmente, três tipos de fogões que deve considerar: a gás, elétricos e mistos, ou seja, combinam queimadores a gás com forno elétrico.

Existem também os fogões semi-industriais, contudo só se adequam a cozinhas grandes e que confecionem bastantes refeições ao dia, para um número elevado de pessoas. Os fogões portáteis são aconselhados para quem pretende preparar refeições no exterior.

Sendo assim, a escolha do melhor equipamento deve ter em conta o tipo de energia que utiliza na sua casa.

 

Utilização:

A grande parte dos fogões possuem quatro queimadores e um forno mas não deve ser por isso que deve guiar a sua escolha. A utilização que vai dar ao fogão é o que deve definir o número de “bocas”, mas igualmente a capacidade do forno e o tamanho do equipamento.

É necessário ter em conta o tipo de cozinhados que faz e quantos queimadores usa normalmente. Se cozinha com frequência as carnes e peixe no forno e os restantes acompanhamentos no fogão, sendo assim, o número de queimadores pode ser reduzido. Caso necessite de pelo menos 3 queimadores para efetuar as suas refeições, então o ideal será um fogão com 5 “bocas”.

O número de pessoas para quem cozinha também é importante pois influencia o tamanho dos tachos e panelas que usa.

 

Capacidade do forno:

O espaço existente dentro do forno é fator importante e deve ser considerado através de alguns critérios. O espaço existente, o número de prateleiras disponíveis visto que vão definir a quantidade de comida que poderá cozinhar ao mesmo tempo, e se a opção grelhador elétrico é do seu interesse.

Saiba que quanto maior o forno, maior o espaço que o fogão irá ocupar. Assim sendo é quase que obrigatório que verifique o numero de litros que existe no forno e o espaço que dispões na sua cozinha. Se cozinha para um número elevado de pessoas no dia-a-dia, deve considerar um fogão com mais de 5 queimadores e um forno com uma capacidade superior a 70 litros.

 

Outras funções:

Para o ajudar e diminuir o tempo que passa na cozinha, deve considerar outras funções extra do fogão e do forno.

O isqueiro elétrico é algo que facilitará pois torna a sua ação mais rápida. Tenha em atenção também o tipo de controlo que os fogões possuem. Normalmente os que são a gás e mistos têm controlo analógico, enquanto os fogões elétricos têm controlo digital.

No que toca a características, deve verificar de tem termóstato, temporizador e se o forno possui um sistema de limpeza automática.

 

Já se sente apto para escolher o seu fogão sem dúvidas?

Conheça a nossa gama de produtos.

Para mais informação consulte-nos em: apoioaocliente@bizclick.pt

Como escolher uma Máquina de Lavar Loiça

Saiba como encontrar a máquina ideal para si.

Escolher uma máquina de lavar loiça pode não ser uma tarefa muito complicada, contudo existem alguns pontos importantes que devia saber. A compra de um equipamento desta categoria pode ser considerado superficial para muitos mas saiba que em comparação com a lavagem manual é muito mais higiénico.

 

Qual a mais adequada para as suas necessidades?

Existem vários modelos de máquinas de lavar loiça e tentar perceber o local e tamanho que precisa é o primeiro passo.

Máquinas de Encastre: Se já dispõe de uma cozinha com eletrodomésticos de encastre ou se pretende modernizar, esta talvez seja a melhor solução.

Máquinas Compactas: São máquinas com um tamanho mais reduzido e por isso têm menor capacidade de lavagem. São indicadas para colocar em cima de uma bancada.

Máquinas Slim: Ideais para cozinhas com um espaço mais limitado pois em largura, geralmente, medem 45cm.

Máquinas Standard: São consideradas as máquinas “normais”. São de instalação fácil por isso permite que seja colocada em vários tipos de posicionamento.

 

Qual a melhor eficiência energética a escolher?

Pode não imaginar mas ao lavar manualmente a loiça das suas refeições utiliza mais água e energia do que lavar na máquina.

A classificação de eficiência energética, neste caso, varia de A+++ a D, contudo as máquinas de lavar loiça são avaliadas também pela eficácia de lavagem, de secagem e no consumo de água. Os melhores equipamentos são os que estão no grau A, porém, o indicador mais importante e que causa mais danos na sua conta é o consumo de água. Por norma, as máquinas que gastam entre 9 e 10 litros por lavagem são consideradas as mais eficientes.

 

 

 

Tipo de Cesto

A capacidade de uma máquina de lavar loiça é medida através da quantidade máxima de pratos e talheres (excluindo panelas) que pode lavar ao mesmo tempo. Por norma varia entre 6 e 16 conjuntos.  Significa isto que se permitir, por exemplo, 16 conjuntos, são 16 pratos, 16 pratos de sopa,16 pratos de sobremesa, 16 colheres de sopa, de chá e de sobremesa, 16 garfos, 16 facas, 16 canecas e 16 copos que consegue limpar ao mesmo tempo.

Normalmente os cestos são possíveis de serem movidos de forma a comodar melhor a loiça.

 

Há mais algum ponto a ter em conta?

A questão da eficiência energética e da poupança da água é importante mas não é tudo. Outro ponto a considerar na escolha do equipamento é o programa de lavagem porque, por vezes, os ciclos de lavagem normais não são suficientes para retirar manchas teimosas ou comida queimada. Optar por uma máquina com programas mais intensos é a solução.

O ruido é também importante, principalmente se tiver uma kitchenette ou uma cozinha pequena. Existem máquinas que com a função de pré programação que irá ajudar nestes casos.

No caso da secagem, também existem soluções que podem ir mais ao seu agrado. Seja através do calor criado pelo processo de lavagem, ar quente ou através de uma ventoinha, usualmente os métodos mais rápidos são o que permitem poupar mais energia.

 

 

Já pensou que máquina de lavar loiça vai escolher?

Conheça a nossa gama de produtos.

Para mais informação consulte-nos em: apoioaocliente@bizclick.pt

Como escolher um frigorífico

Saiba como encontrar o frigorífico ideal para si.

 

O frigorífico é o eletrodoméstico mais importante da sua casa. À partida é o único equipamento que está ligado 24h sobre 24h durante 365 dias por ano e por isso é muito importante fazer uma escolha minuciosa do produto.

 

Combinado? Frigorifico Americano? Qual a melhor opção?

Para se definir a tipologia de frigorífico é necessário ter em conta o espaço que tem à sua disposição na cozinha, bem como se prefere com uma zona de congelação ou não e onde pretende que se localize. Tudo isto porque é um fator que irá condicionar o tipo de frigorífico a escolher.

Frigorífico Com Congelador: É o típico frigorífico tradicional onde pode encontrar o congelador na parte superior e a zona de refrigeração na zona inferior.

Frigorífico Sem Congelador: É constituído apenas pela zona de refrigeração.

Frigorífico Americano ou side by side: É constituído por duas zonas separadas, a de refrigeração e de congelação, que neste caso estão posicionadas lado a lado.

Combinado: É igualmente constituído por duas zonas separadas. A zona da refrigeração está localizada na parte superior e a zona da congelação na parte inferior.

 

WARNING!! Muita atenção com a eficiência energética.

Quando se compra um frigorífico o primeiro fator a ter em conta é a classe energética. Como o frigorífico está sujeito a um elevado número de horas em funcionamento, se não prestar atenção à sua eficiência energética, é provável que, no final do mês, a conta da eletricidade comece a pesar. Ao comprar um frigorífico com uma grande eficiência energética estará a otimizar a energia que o equipamento necessita para funcionar na sua totalidade, gastando o mínimo de eletricidade possível. Numa escala de A+++ a D, a eficiência energética é medida do mais eficiente (A+++) ou menos eficiente (D).

A nossa sugestão é sempre que siga para a compra de um equipamento A+++, apesar do preço.

 

 

Sistema de Frio:

A frequência com que acede ao frigorífico irá influenciar uma série de fatores que precisará ter em atenção. Desde a rapidez com que o frigorífico consegue recuperar a temperatura interior (após abertura da porta), à formação de gelo e até a frequência de descongelação. Para melhor controlar estes acontecimentos, existem 4 tipos de sistemas pelo qual terá que optar:

No Frost: Característico por não acumular gelo nos seus compartimentos e pela sua rápida recuperação da temperatura após a utilização do equipamento. Estes aspetos implicam um aumento do consumo energético.

Low Frost: Dispõe de uma maior humidade no interior o que beneficia de uma melhor preservação dos alimentos. Tem uma formação de gelo reduzida, tanto na zona da refrigeração como na zona de congelação, o que permitirá que não seja necessária a descongelação frequente do equipamento.

Ventilado: Neste sistema dispomos de uma grande circulação de ar, o que permite manter uma temperatura homogénea, tornando assim possível uma melhor conservação dos alimentos.

Estático: É caracterizado por acumular gelo com alguma facilidade e por ser um pouco mais lento a atingir as temperaturas definidas. O sistema estático, através de um gás, arrefece as paredes do equipamento e consequentemente do ar e dos alimentos.

 

Frigorífico para quantos!?

A escolha de um frigorífico tem que ser influenciada também pelo número de pessoas que irão usufruir dele. Por norma, a capacidade deste tipo de equipamentos é medida em Litros (L) e refere-se à quantidade que este consegue suportar. Este tipo de medida é referente à capacidade total e, por norma, para cada pessoa conta-se em média cerca de 40 a 60L.

É necessário ter em atenção a capacidade individual de cada área (refrigeração e congelação) pois tudo depende dos hábitos em sua casa. Se for uma família que não opte por usar muitos produtos congelados, a vantagem seria apostar numa zona de refrigeração maior. Também de aplica para pessoas que usem muitos congelados, nesse caso é de valor apostar num aparelho em que a zona de congelação seja grande.

O nosso conselho é:

  • Para famílias pequenas ou até casais, o ideal seria um equipamento até 250L;
  • Para famílias de 3 a 4 elementos é mais indicado um equipamento de 251 a 300L;
  • Para famílias de 4 a 6 elementos o ideal seria de 301 a 350L;
  • Para famílias entre 6 e 8 elementos, a melhor capacidade varia entre 351 e os 400L;
  • Para famílias superiores a 8 elementos, o indicado é um equipamento com capacidade superior a 400L (frigoríficos Americanos serão uma boa escolha).

 

Depois desta “formação técnica” já se sente preparado para escolher o seu frigorífico?

Conheça a nossa gama de produtos.

Para mais informação consulte-nos em: apoioaocliente@bizclick.pt